DGM Brazil launches its 1st Call for Proposals

(português segue abaixo)

DGM Brazil Launches its First Call for Proposals

DGM Brazil, approved in March 2015 with the aim of strengthening Indigenous Peoples, Quilombolas, and Traditional Communities, published its first Call for Proposals on January 25th, 2016, which will support projects in natural resource management, market oriented projects, and projects that respond to immediate threats in the Brazilian Cerrado biome. Applications will be accepted until April 25th, 2015.

Established organizations, representatives of Indigenous Peoples, Quilombolas and Traditional Communities, and advisory entities in the Cerrado Biome can respond to the call and participate in the project. The Cerrado, the second largest biome in Brazil, is the savanna with the greatest biodiversity on the planet (5%). It occupies nearly one fourth of the Brazilian territory, including 11 states where more than 25 million people live – 15% of the national population. It is known as the “cradle of water” or the “water tank of Brazil” for housing the sources of principle water basins in Brazil, in addition to being one of 25 biodiversity hotspots in the world.

As a communication strategy for the Call for Proposals, DGM Brazil carried out dissemination workshops with organizations representing Traditional People in the north and center west regions of the country. These activities, in addition to explaining the DGM Brazil initiative and Call for Proposals, allowed participants to ask questions and discuss tropics related REDD+ and the rights of communities.

In Brazil, the fund supporting Indigenous Peoples, Quilombolas, and Traditional Communities will have a duration of 5 years and will be executed by the Centro de Agricultura Alternative do Norte de Minas (CAA/NM), which was selected through a public process to serve as the National Executing Agency (NEA). More information about the DGM Brazil can be found at the site: http://www.dgmbrasil.org.br/.

 


DGM Brasil lança o primeiro edital do projeto

O DGM/FIP/Brasil, aprovado em março de 2015 com o intuito de fortalecer os Povos Indígenas, Quilombolas e Comunidades Tradicionais, publicou no dia 25 de janeiro de 2016 o seu primeiro edital, que irá apoiar projetos de gestão de recursos naturais, projetos orientados para o mercado e projetos em respostas a ameaças imediatas, tendo como área de atuação o bioma do Cerrado brasileiro. As inscrições se encerrarão no próximo dia 25 de abril.

Podem se inscrever no edital e participar do projeto as organizações de base juridicamente constituídas, representativas dos Povos Indígenas, Quilombolas e Comunidades Tradicionais, e entidades de assessoria do Bioma Cerrado. O Cerrado, segundo maior bioma brasileiro, é a savana com maior biodiversidade do planeta (5%). Ocupa quase 1/4 do território brasileiro, abrangendo 11 estados e onde moram 25 milhões de pessoas – 15% da população nacional. É conhecido como “berço das águas” ou “caixa d´água do Brasil” por abrigar nascentes das principais bacias hidrográficas brasileira e é um dos 25 pontos de biodiversidade(hotspots) do mundo.

Como estratégia de comunicação do edital, o DGM Brasil realizou oficinas de divulgação destinadas às organizações representativas dos Povos Tradicionais nas regiões norte e centro-oeste do país.  Nestas atividades, além de divulgar a iniciativa do DGM Brasil e seu primeiro edital, os participantes esclareceram dúvidas e discutiram temas centrais como REDD+ e Direitos dos Povos.

No Brasil, o fundo de apoio aos Povos Indígenas, Quilombolas e Comunidades Tradicionais terá duração de cinco anos e será executado pelo Centro de Agricultura Alternativa do Norte de Minas (CAA/NM), que foi escolhido por um processo de seleção pública como a Agência Executora Nacional (AEN). Todas informações sobre o projeto DGM Brasil podem ser acompanhadas através do site: http://dgmbrasil.org.br/.