As florestas são essenciais tanto para a proteção da biodiversidade quanto como uma solução natural para as mudanças climáticas. Apesar dos esforços para protegê-las, o desmatamento continua a acelerar. Esse desafio global requer o apoio de diversas partes interessadas, e os parceiros mais críticos podem ser encontrados dentro e ao redor das florestas todos os dias.

Os povos indígenas e as comunidades locais são os guardiões mais eficazes das florestas do mundo. Eles vivem em perfeita harmonia com a natureza por gerações, e temos cada vez mais provas de que o respeito pelos direitos dos povos indígenas à terra e aos recursos naturais leva a taxas mais baixas de desmatamento do que em áreas administradas pelo governo. Com seus direitos, papeis de gestores florestais e sistemas tradicionais de manejo florestal reconhecidos e apoiados, os povos indígenas e as comunidades locais podem desempenhar um papel informado e ativo no manejo sustentável das florestas.

Para reforçar seu papel no manejo florestal e na ação climática, representantes selecionados pelos povos indígenas e comunidades locais criaram o Mecanismo de Doação Dedicado a Povos Indígenas e Comunidades Locais (DGM). Por meio de sua concepção e implementação do DGM, esses líderes comunitários trabalham ativamente para proteger as florestas e fortalecer sua capacidade de participar de ações climáticas nos níveis local, nacional e global.

O DGM opera no nível nacional por meio de uma coleção de projetos nacionais, cada um elaborado de acordo com o contexto e as prioridades das comunidades do país. Com base na experiência das comunidades desses países e de outros locais, o DGM também tem um projeto global que facilita o compartilhamento de conhecimento, fortalece as redes e eleva as vozes e os sucessos da comunidade às escalas regionais e globais.

Notícias e Atualizações

Assine a nossa lista de mensagens

* indica os campos obrigatórios